07 agosto 2015

Pai como Ele

Pai como Ele

PAI...COMO ELE.
Quando me vi pai, chorei. Num misto de espanto, dúvidas, alívio e felicidade.
Um aluvião de sentimentos novos, nunca sentidos nem pressentidos.
E nunca mais fui o mesmo.
Subi para outro patamar, com olhos de vigilante e mãos de proteger.
E a cada filho eu aprendia mais de humanidade.
Passava a entender querências e fastios.
Choros e manhas.
E crescia como companheiro mais do que pai.
E dividia com o outro lado as alegrias e preocupações.
Pai e mãe, côncavos de amor, envolvendo crias.
Passando olhares e doçura, carinhos e ternura.
Em cada filho, a renovação de emoções, a revivência de descobertas.
Em cada célula duplicada, a imortalidade, a rosca sem-fim.
A certeza de que vivemos enquanto pais.
Mas deixaremos de existir sem a descendência. Sem a troca de amor.
No rosto sorridente dos filhos, na alegria das suas surpresas e na felicidade que pulsa em suas vidas, fui buscar minha continuação, minha verdade, meu objetivo maior. E me rejubilo. E me aproximo de Deus.
Como pai. Como Ele.
Mauricio de Sousa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright (C) Modelo de Estrutura 2015.1 I TECNOLOGIA BLOGGER I DESIGN POR DESIGNING DREAMS. ENCOMENDAS DESIGNING DREAMS.